Procedimentos de Avaliação de Manuscritos

PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DOS MANUSCRITOS MODIFICADO

O processo de avaliação tem o seguinte fluxo:

1. O manuscrito é submetido pelos autores na plataforma ScholarOne.

2. Recepção. O escritório editorial confere o pagamento da taxa de submissão e classifica o manuscrito pelo tipo de estudo, encaminhando-o para a pré-análise.

3. Pré-análise. A editora-chefe e as editoras de submissão realizam a primeira avaliação do manuscrito, visando apreciar sua contribuição ao conhecimento quanto ao teor, ao avanço que representa para a prática, ensino e/ou pesquisa em enfermagem e em saúde, à qualidade metodológica e estrutural do texto e à adequação à política editorial da revista. No caso do manuscrito ser recusado na pré-análise, o valor da taxa de submissão não será devolvido.

4. Check list. Após a pré-análise, o escritório editorial realiza o check list do manuscrito que inclui a conferência de toda a documentação apresentada na submissão on-line esuaadequação às normas da revista (o check list está disponível para consulta na página da revista). Os casos de não conformidade são enviados ao autor correspondente para ajustes e devolução a revista. São aceitos, no máximo, dois retornos do manuscrito pós-check list. Após este período, caso não sejam cumpridos os prazos e as recomendações, o manuscrito é recusado.

5. Consultoria ad hoc. No envio do manuscrito para submissão, os autores devem sugerir potenciais consultores (nome, e-mail, instituição) que julgarem capazes de avaliar o manuscrito. As sugestões não devem ser da Instituição e cidade de origem do autor para evitar conflitos de interesse. Após a etapa do check list, o manuscrito retorna às editoras de submissão, que selecionam os consultores conforme a área de atuação e o tema. Em seguida, o manuscrito é enviado para os consultores ad hoc. São selecionados dois consultores de diferentes regiões e instituições. O convite é realizado via sistema ScholarOne, sendo que cada consultor, após o aceite, recebe o instrumento de análise e o link de acesso ao sistema. A identidade dos autores e de sua instituição de origem são mantidas sob sigilo, bem como a dos consultores.

6. Parecer preliminar. Após a devolução da avaliação do manuscrito pelos dois consultores ad hoc, as editoras de seleção e a editora-chefe analisam os pareceres emitidos e prosseguem com os seguintes encaminhamentos:

Terceiro consultor. Se um dos consultores indicar o manuscrito para publicação e o outro rejeitá-lo, as editoras de submissão elegem um terceiro consultor, que emitirá parecer de indicação para sua publicação ou não;

Recusa. Se os dois consultores indicarem a recusa manuscrito, os autores receberão uma carta explicativa para ciência da decisão tomada, juntamente com os pareceres dos consultores ad hoc;

Indicação de revisão. Se o manuscrito tiver dois pareceres que indicam a aprovação, as editoras de seleção procedem a avaliação quanto à pertinência das críticas e de outras pendências que não tenham sido detectadas pelos pareceristas. Após esta avaliação inicial e indicação de continuidade do processo avaliativo, faz-se a verificação do texto em termos de sua autenticidade, aplicando-se o software cross check. Se for detectado um percentual elevado de similaridade com outras publicações (acima de 30%), o manuscrito poderá ser rejeitado pela revista e devolvido aos autores. Caso seja aceito não sejam apontados revisões, os autores receberão por e-mail as indicações do que é necessário para dar continuidade ao processo de publicação, juntamente com os pareceres e cópia do manuscrito, quando houver marcações no texto original. Os autores deverão restringir-se somente às correções solicitadas efetua-las em letra azul e encaminhar o texto a recusa, de português habilitado. Aceitam-se, no máximo, três retornos de revisão das exigências necessárias à publicação. Se os autores não atenderem ao solicitado, o manuscrito é rejeitado.

Indicação de recomendação de publicação

Após o atendimento das revisões solicitadas pelas editoras de seleção, o manuscrito é analisado pela bibliotecária da Texto & Contexto Enfermagem, que verifica o completo atendimento às normas da revista.

 7. Texto e Layout. A análise dos manuscritos recomendados para publicação é realizada pelas editoras de texto e layout e editora-chefe, que avaliam a qualidade da versão final de cada manuscrito. Nessa etapa, mesmo que previamente aprovado, ainda podem ser solicitadas correções e esclarecimentos aos autores. Dependendo da gravidade dos problemas detectados, o manuscrito poderá ser recusado.

8. Taxa de publicação. Após a indicação de aprovação pelas editoras de texto e layout, os autores receberão uma carta explicativa, indicando a aprovação final (no prelo), juntamente com as orientações para pagamento da taxa de publicação e para a tradução do manuscrito.

9. Tradução. A Texto & Contexto Enfermagem apresenta um corpo de tradutores credenciados, de comprovada competência, cujos nomes são enviados para o autor correspondente, que elegerá, dentre estes, o responsável pela tradução em inglês da versão final aprovada. Os tradutores são responsáveis pelo envio da versão traduzida à revista, após conferência da tradução pelos autores.

10. Composição do número. Após a etapa do texto e layout, os manuscritos indicados para publicação são analisados pelo Conselho Diretor, que seleciona aqueles que irão compor cada novo número.

11. Publicação. Após o recebimento da versão em inglês do manuscrito com a devida checagem pelos autores, as editoras de texto e layout realizam a revisão do texto e orientam seu encaminhamento para a diagramação final, marcação e envio para publicação na SciELO.